quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Fofuras sem fim

O post de hoje está no:
http://noticias.terra.com.br/ciencia/fotografos-flagram-animais-em-poses-incomuns-veja-imagens,4eea00beca2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html?vgnextfmt=fmtExpandedPics

Eu escolhi as minhas fotos preferidas e colocarei com minhas legendas...



Gostosura gelada
Aqui não amor... tem gente olhando...

Mas para a esquerda.. isso bem ai...

Haa nada como u jornal pela manhã.. hmmm


Paranauêe...
Ai que vergonha, piada sem graça eu sei...

rsrs



P.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

DYI flores de alfinete

Site: http://pizzazzerie.com/parties/tutorial-how-to-make-a-pomander-flower-ball/

Porta de madeira

Tá eu tenho uma certa admiração por coisas estranhas, talvez por ter um olhar artístico para muitas coisas que passam desapercebidas, claro que não para todos!!!




Essa porta linda eu achei no site: http://www.onfernavenue.com/2013/06/sliding-pantry-door-before-and-after.html

terça-feira, 18 de junho de 2013

Profecia sobre fim corrupção no BRASIL


BRASIL

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte...
...Paz no futuro e glória no passado...
...Verás que um filho teu não foge à luta...
...Pátria amada,
Brasil


sábado, 15 de junho de 2013

Camminus.


  • Tantas vezes perdidos nas estradas da vida
    Outras tantas vagando pelas estradas da morte
    Sonhando com a sorte de voltar a si, de voltar pra casa.
    Na mochila guardo a antiga identidade,
    Tão velha que mal consigo ver a saudade,
    Saudade da felicidade que acabou.
    Felicidade que teve fim com a chegada da culpa,
    Que muitas vezes era a única
    Companheira nas noites escuras.
    Já desisti dos meus discursos e explicações
    Desisti de rimar, de por métrica,
    Não pretendo me fazer mais belo, para que vejas a verdade.
    Por isso reluto em falar sobre caminhos,
    Pois me remete a pensar sobre os meus,
    E outra vez me perco, e aqui transcrevo: eu.
    Poderia contar sobre as estradas seguras,
    Sobre as ruas escuras, sobre a desilusão.
    Sobre as armadilhas escondidas...
    Sobre as miragens refletidas ou a solidão.
    Talvez você possa falar sobre elas,
    Não as conhece melhor que eu?
    Eu? só quero voltar pra casa,
    Continuo a caminhar rumo ao meu desejo.
    Como um beijo sem ensejo.
    Mesmo enfadada insisto, persisto, sigo.
    A cada passo menos distante um pouco,
    Pouco a pouco mais perto, certo que voltarei.
    Sim voltarei, seguirei e chegarei.
    Enquanto isso simplesmente caminho,
    E nesse caminho já não estou só.

    Thamy Karine